PTR - Alterações Climáticas

Os acontecimentos naturais e biológicos, sociais e políticos, científicos e tecnológicos, entre outros, são potenciais retratos do que decorre no planeta e da própria Humanidade. Esses dados, quando traduzíveis e quantificáveis em factos ou dados estatísticos, apresentados com o recurso à infografia, potenciam leituras visuais dinâmicas, do pormenor ao geral. Propõe-se a análise profunda do tema escolhido, a recolha de informação suficientemente ajustada aos objetivos do projeto e a elaboração de uma narrativa infográfica conjunta que traduza essa informação numa linguagem gráfica adequada e contextualizada.

O relatório dos cientistas do IPCC prevê que no fim deste século seja mais difícil sobreviver na Europa do Sul onde se inclui Portugal, com menos água e alimentos, mais incêndios e extinção de espécies.
A Quercus defende que o Governo e a UE devem reforçar os objetivos no combate às alterações climáticas. As conclusões dos cientistas apontam para a extinção de 60% a 80% das espécies nesta região, mesmo que o aumento da temperatura média não vá além dos 2 graus Celsius. "Os caudais anuais de água devem diminuir no Sul da Europa e Mediterrâneo até 40%", destacando-se ainda a diminuição da precipitação total, embora passe a ser mais concentrada, aumentando o risco de inundações e de incêndios nas estações quentes.
Este fenómeno deverá levar a uma diminuição das culturas agrícolas "entre 15% a 20% em toda a região mediterrânea, com um aumento esperado de conflitos relacionados com a segurança alimentar", aumentando entre 25% e 90% o número da população subnutrida nesta região da Europa. "O PIB irá diminuir 5 a 10% com os custos relacionados com a adaptação às alterações climáticas e 14% sem adaptação, devido à subida do nível do mar", acrescenta a Quercus.
 
 
Em contexto académico, e no âmbito da disciplina de Projeto, foi proposto aos alunos do 3º ano na ESAD que desenvolvessem de forma colaborativa, um exercício infográfico que abordasse a temática das alterações climáticas.
Tema pertinente, se tivermos em conta as consequências de um inverno bastante peculiar, que no último ano, nos presenteou com um cenário quase catastrófico em toda a costa portuguesa.
Um projeto desenvolvido no seio de uma equipa de jovens designers, onde cada uma das partes teve a responsabilidade de apurar dados relativos a temas chave previamente definidos.
Propôs-se a análise profunda do tema escolhido, a recolha de informação suficientemente ajustada aos objetivos do projeto e a elaboração de uma narrativa infográfica conjunta que traduza essa informação numa linguagem gráfica adequada e contextualizada.
Numa fase seguinte, foi analizado o contexto social, económico e geográfico do nosso país, por forma a defenir diferentes áreas afectadas pelas alteraçoes climáticas.
| Montanha | Floresta | Campo | Rio | Cidade | Mar |
Para respeitar o carater experimental que se pretendia com este projeto, foram pensadas soluções e  realizados vários estudos gráficos até encontrar uma expressão alternativa que representasse  figurativamente cada um das áreas defenidas.
 
Fragmentos criados recorrendo a técnicas como o carimbo, a ilustração ou a fotocópia. Um ambiente que confere ao projeto uma certa proximidade e um carater bastante plástico e expressivo.
| Montanha |  Espécies em Risco
| Floresta | Incêndios
| Campo | Agricultura
| Rio | Cheias
| Cidade | Poluição Urbana
| Mar | Movimento de Massas
Precipitação
Solo
Desde logo, sabiamos que este grafismo teria que se destacar pela sua dimensão. Pensado para ser um objeto impresso de grande formato - um mural. 
 
A ideia de oferecer um mural à comunidade. Colocar o design da comunicação no seu lugar. O design a desempenhar um papel fundamental na sensibilização para a urgência em apresentar alternativas e planos estratégicos neste campo.
Uma segunda fase do exercício passou pelo tratamento dos dados recolhidos anteriormente. A informação foi tratada num gráfico que é exactamente um espelho da composição anterior. 
Formas geométricas simples em diferentes gradações de cor, que identificam as diferentes famílias de informação.
Os acontecimentos naturais e biológicos, sociais e políticos, científicos e tecnológicos, entre outros, são potenciais retratos do que decorre no planeta e da própria Humanidade. Esses dados, quando traduzíveis e quantificáveis em factos ou dados estatísticos, apresentados com o recurso à infografia, potenciam leituras visuais dinâmicas, do pormenor ao geral.
Com o apoio da Glote, este projecto vai ser apresentado publicamente, no proximo dia 10 de Junho de 2014.
ESAD
Projeto Colaborativo 
 
UNIDADE CURRICULAR
Projeto II
 
TURMA 
3'5C
 
AUTORES
André Pimentel, Andreia Barbosa, David Afonso, Marcilio Cabral, Nuno Carvalho, Sofia Costa
 
COORDENAÇÃO
Elias Marques
 
Back to Top